O Sono e a Consulta do Sono

Jul 26

Um bom sono é fundamental para a nossa qualidade de vida e saúde.

Hoje em dia, cerca de 45% da população mundial tem problemas de sono, sendo isto uma ameaça à saúde mental e física. 

Perante a inexistência de um sono de qualidade, as tarefas do dia-a-dia podem ser afetadas negativamente, com a diminuição da concentração, memória e capacidade de aprendizagem, assim como também pode aumentar o risco de acidentes de trabalho ou rodoviários. Além disso, os problemas de sono podem conduzir a distúrbios mentais, nomeadamente depressão ou ansiedade, e podem ainda conduzir a outros problemas de saúde, como  a obesidade, diabetes, hipertensão arterial  e doenças cardiovasculares.

Caso apresente problemas como dormir mal ou sintomas como ressonar, insónia, paragens respiratórias durante o sono, sonolência durante o dia, cansaço, dores de cabeça durante o dia ou outros comportamentos desadequados durante o sono, deverá recorrer a uma Consulta do Sono.

Síndroma de Apneia do Sono
A interrupção repetida e persistente da respiração durante o sono é chamada de Síndroma de Apneia Obstrutiva do Sono (SAOS). É uma perturbação comum, que afeta cerca de 17% dos homens e 9% das mulheres, segundo os estudos mais conservadores, embora outros apontem incidências bastante superiores.

Cada pausa respiratória, que causa uma queda do nível de oxigénio no sangue, pode durar de cerca de dez segundos a mais de um minuto e ocorrer entre cinco a 50 vezes, ou mais, por hora. O cérebro regista a falta de oxigénio e o indivíduo desperta apenas o suficiente para desimpedir a via aérea e recomeçar a respirar, dando início a um novo ciclo. Pessoas com SAOS moderada ou grave podem chegar a acordar centenas de vezes por noite sem se aperceberem.

Estes eventos colocam o coração sob pressão e podem resultar em hipertensão, doença coronária, arritmias ou acidente vascular cerebral (AVC).

 

Insónia
A insónia é uma das patologias do sono mais frequentes: estudos internacionais revelam que afeta 30 a 45% da população adulta, sendo que cerca de 1 a 10% da população geral sofre de insónia primária (insónia que não é consequência de outra perturbação).

A insónia crónica caracteriza-se por uma dificuldade persistente em iniciar o sono, despertares frequentes durante a noite ou acordar mais cedo que o desejado, associada a sintomas diurnos que podem ser muito diversos e ter um impacto negativo na qualidade de vida. Estes incluem fadiga, alteração do humor ou irritabilidade, cefaleia, alterações cognitivas e redução do funcionamento profissional e social.

Síndroma das Pernas Inquietas
A Síndrome das Pernas Inquietas é caracterizada por uma sensação de desconforto e desassossego nas pernas quando em repouso e pode dificultar o adormecer no início da noite ou a continuidade do sono.

É uma perturbação frequente, que ocorre em 3 a 10% da população, e afeta adultos, adolescentes e crianças, sendo evidente uma elevada incidência familiar.

De acordo com a World Association of Sleep Medicine, existem três elementos fundamentais para um bom sono:
  - duração: tempo de sono necessário;
  - continuidade: os ciclos de sono devem acontecer sem interrupções;
  - profundidade: o sono deve ser profundo para que haja o repouso suficiente.

Segundo várias investigações clínicas, um bom sono pode:
- fortalecer o sistema imunitário;
- ajudar no bem-estar e qualidade de vida;
- melhorar a memória;
- ajudar a melhorar o desempenho laboral e escolar;
- ajudar a prevenir problemas cardiovasculares (ex: hipertensão, acidente vascular cerebral).