Prova de Esforço

Jul 26

O stress, a alimentação, o estilo de vida mais sedentário ou mais ativo e o histórico familiar poderão levar o Médico Cardiologista a solicitar uma Prova de Esforço.

Nos dias de hoje, o nível de stress,  o tipo de alimentação, o estilo de vida mais sedentário ou mais ativo e o histórico familiar poderão levar o Médico Cardiologista a solicitar uma Prova de Esforço.

É um exame não invasivo, realizado na presença de um médico, salvaguardando a segurança do utente e tem a duração entre 30 a 45 minutos.

São colocados no tórax do utente elétrodos, que estão ligados ao registador,  e é colocada uma braçadeira para a medição da tensão arterial.

O utente começa a caminhar num tapete rolante, que progressivamente terá a sua velocidade e inclinação aumentada; ou seja, o esforço é aumentado até que sejam alcançados os objetivos desejados.

A Prova de Esforço permite avaliar a resposta cardiovascular ao esforço físico, através da análise da sintomatologia do utente e registo eletrocardiográfico contínuo,  acompanhado de medições periódicas da pressão arterial.

É um exame habitualmente prescrito a utentes com dores no peito, que tenham um Diagnóstico ou Prognóstico de Doenças Coronárias, sejam  Hipertensos, mas não só.

A Prova de Esforço também é realizada por saudáveis praticantes de desporto. Este grupo de utentes é constituído por praticantes de atividade física profissionais ou não, por  atletas que pretendam avaliar o nível de condição física, avaliar a tolerância ao esforço ou até fazer a avaliação da eficácia dos programas de treino.

Hoje, este exame poderá ser realizado nas clínicas situadas na Baixa da Banheira, Castelo Branco, Évora, Lisboa, Santarém e Setúbal.